Microsoft cancela Microsoft Flight

Sim, pela segunda vez em menos de 5 anos a Microsoft, gigante de software de Redmond, dá as costas ao mercado da simulação de voo.

Nesta quinta-feira, 26/07/2012, a Microsoft tornou público a demissão da sua equipe do Microsoft Studios em Vancouver no Canadá, 35 pessoas ao todo, que cuidava do MS Flight e do Projeto Colúmbia.

Que a reação do público foi bem morna com relação ao MS Flight todos nós sabemos. Mas por não temos acesso ao total de vendas não nos é possível saber se o Flight foi esse desastre todo. Vai que ele fez até um pequeno lucro para a empresa. Mas a verdade é que um mamute como a Microsoft não se contenta com números modestos. 

E agora, o que faremos?

O FS2004 ainda tem gás. Todo dia tem lançamento pra ele nos sites populares como a Flightsim e a Avsim e mesmo de paywares de peso. Recentemente a Carenado voltou ao mercado FS2004, claro que por pressão dos usuários.

O FSX ainda tem chão pela frente, no mínimo 5 anos de bons momentos por previsão do pessoal da PMDG.

Além destes títulos originais da Microsoft temos o Prepar3D que é a continuação do desenvolvimento do FSX SP2, agora nas mãos da gigantes aeronáutica Lockheed (ela mesma, a fabricante do F-16, do F-35, C-130 entre outros tantos aviões). O preço ainda é muito salgado, mas muitas coisas que funcionam no FSX funcionam no Prepar3D, e nomes de peso como a PMDG já demonstraram interesse na plataforma e outros mesmo já se qualificaram para esta plataforma, como a Carenado.

Temos o X-Plane, que tabém tem uma boa legião de fãs e está em contínuo desenvolvimento. E em última instância, o FlightGear que é uma opção freeware.

Não precisamos nos preocupar. Por enquanto a simulação de voo está bem representada.